Um campeonato, várias categorias

28/3/2016

O francês Guy Bertin, à frente com a Kawasaki KR 350: vice-campeão mundial da categoria 125 em 1980 e bicampeão do ICGP (2011 e 2014).

 

 

Até a década de 1980, o Campeonato Mundial de Motociclismo foi pouco divulgado no Brasil. A exceção foi o curto período (1971 a 1975) em que Adu Celso participou regularmente da competição. Por isso, muitos aspectos interessantes permanecem pouco conhecidos dos fãs brasileiros de motovelocidade.

 

A FIM (Federação Internacional de Motociclismo) organizou o Mundial pela primeira vez em 1949, um ano antes da criação do Campeonato Mundial de Fórmula 1 pela FIA (Federação Internacional do Automóvel). As duas competições têm vários pontos em comum e, também, diferenças importantes. Entre estas, o fato de o Mundial de Motos ter várias categorias, todas teoricamente com o mesmo status. Outra diferença é que as regras técnicas do Mundial de Moto mudaram pouco ao longo do tempo. Na F1, as mudanças foram constantes desde os primeiros anos.

 

Falaremos das mudanças no regulamento em outra ocasião. Neste post, vamos apresentar as várias categorias que compuseram o Mundial desde 1949. Duas delas permanecem em plena atividade no ICGP, como veremos a seguir.

 

1949 – Primeiro ano do Campeonato Mundial de Motovelocidade, com cinco categorias: 125, 250, 350, 500 e Side Car. Os números expressam a capacidade volumétrica dos motores em centímetros cúbicos (cm³). Na Side Car, os motores podiam ter 600 cm³. Em 1951, essa cilindrada baixou para 500 cm³.

 

1962 – Primeiro ano da categoria 50 cm³.

 

1973 – Criação da categoria 750 cm³, inicialmente como Copa FIM e a partir de 1977 como Campeonato Mundial. Ela foi disputada à parte das demais categorias (o calendário, por exemplo, era totalmente diferente) e, à primeira vista, sua presença nesta cronologia pode parecer inapropriada. Mas decidimos inclui-la devido à participação de vários pilotos e fabricantes oriundos do Campeonato Mundial (em especial os da categoria 500 cm³). Além disso, a categoria de motos especiais de 750 cm³ tinha força nos Estados Unidos e a criação de um campeonato internacional permitiu um confronto entre os pilotos norte-americanos e canadenses, na época com pouca presença no Mundial, e os europeus, sul-americanos, australianos e japoneses. O Mundial da 750 cm³ foi extinto após a temporada de 1979, devido ao desinteresse das fábricas.

 

1979 – Apenas nesse ano, a Side Car foi disputada em duas classes: B2A, para sides “tradicionais”, e B2B, para protótipos com inovações como tração em duas rodas e “cesto” com roda direcional. Por questões diversas (e polêmicas...), a B2B foi extinta em 1980.

 

1982 – Última temporada da 350.

 

1984 – Categoria 80 substitui a 50.

 

1989 – Última temporada da 80.

 

1996 – Último ano da Side Car no Mundial. A partir de 1997, o Mundial de Side Car passou a ter calendário à parte.

 

1997 – Com a saída da Side Car, o Mundial de Motovelocidade fica com três categorias: 500, 250 e 125.

 

2002 – MotoGP (motores de 990 cm³ obrigatoriamente de 4 tempos) substitui a 500. As novas motos imediatamente se mostram mais competitivas, mas algumas “500” com motores de 2 tempos continuam correndo até 2003.

 

2007 – Cilindrada da MotoGP reduzida para 800 cm³.

 

2010 – Moto2 (motores Honda 4 tempos, 600 cm³, 4 cilindros em linha) substitui a 250.

 

2012 – Moto3 (motores de 250 cm³, 4 tempos, 1 cilindro) substitui a 125. Cilindrada da MotoGP aumentada para 1.000 cm³.

 

No International Classic Grand Prix, cuja primeira corrida aconteceu em 1999, os pilotos competem em duas categorias: 350 cm³ e 250 cm³. Todas as motos correm juntas, ao contrário do que acontecia no Campeonato Mundial, mas as classificações de corridas e campeonatos são computadas em separado.

Please reload

Mais notícias

Please reload

PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO

Kelmachine Eventos Esportivos

Fone +55 (11) 5584-8588

icgp.brasil@gmail.com

CONTATO

ASSESSORIA DE IMPRENSA

LetraNova Comunicação – Luiz Alberto Pandini

Fone +55 (11) 2367-0608

pandini@letranova.com.br

BUSCA NO SITE
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle

Design: Milxtor Arte