ICGP Racing divulga a classificação final do campeonato de 2016

29/11/2016

 

Guy Bertin (350 e Master), Colin Sleigh (250) e Vincent Levieux (YC250) foram os campeões da temporada. Brasileiro Bob Keller foi quarto na 250 e quinto na Master.

 

A ICGP Racing, responsável pela organização do International Classic Grand Prix, divulgou a classificação final oficial da temporada de 2016. Sem surpresas: o francês Guy Bertin ficou com os títulos da categoria 350 e Master. Na 250, o inglês Colin Sleigh conquistou o título por antecipação na etapa de Mugello, em agosto. E o primeiro título da nova categoria YC250 foi para o francês Vincent Levieux. Bob Keller, único brasileiro que disputou a temporada, foi o quarto na 250 e quinto na Master.

"Meu objetivo neste ano era pelo menos repetir o terceiro lugar obtido em 2015, mas tive quebras e um tombo que me tiraram pontos decisivos. Mesmo assim, estou satisfeito com a minha temporada", afirma Keller, que chegou a ocupar a vice-liderança da 250 após a terceira etapa, em Mallory Park. Ele lutou pelo terceiro lugar no campeonato até a última etapa da temporada, em Goiânia. Foi terceiro colocado na primeira prova na 250 e ocupava essa mesma colocação na segunda quando o câmbio de sua Yamaha TZ L quebrou. Por causa dessa quebra, Keller terminou o campeonato a apenas quatro pontos do terceiro colocado, o inglês Don Gilbert. "Além dessa quebra, tive o tombo na etapa de Mugello. O André Gouin não me viu em uma disputa de curva e, sem querer, acabou batendo na minha roda dianteira e me fez cair. Não foi intencional, mas o fato é que ali se foram outros pontos importantes."

A etapa de Goiânia também foi decisiva para a YC250. O francês André Gouin venceu a primeira prova e precisaria apenas terminar a segunda para ser o primeiro campeão da categoria reservada a motos Yamaha TZ fabricadas entre 1985 e 1990. Mas seu motor parou de funcionar e ele não completou a corrida. Gouin, campeão do ICGP 250 em 2009, ficou com o vice-campeonato, com cinco pontos a menos que Vincent Levieux.

A contagem de pontos do ICGP é semelhante à do Mundial de Motovelocidade. A cada corrida (duas por etapa), os 15 primeiros somam 25, 20, 16, 13, 11, 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2 e 1 ponto, respectivamente. Para pontuar no campeonato, o piloto deve fazer uma inscrição específica. Se não a fizer, é considerado piloto convidado: compete normalmente, inclusive subindo ao pódio e recebendo troféus se for o caso, mas não pontua. Foi o que aconteceu, por exemplo, com os brasileiros que participaram do ICGP Brasil, em Goiânia: Leandro Mello (segundo e terceiro na 350), Roberto Boettcher (terceiro na segunda prova da 250), Othon Russo (quarto na primeira prova da 350) e Milton "Cigano" Adib (sexto na primeira prova da 350).

Confira aqui a classificação final oficial do ICGP 2016

 

 

 

Please reload

Mais notícias

Please reload

PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO

Kelmachine Eventos Esportivos

Fone +55 (11) 5584-8588

icgp.brasil@gmail.com

CONTATO

ASSESSORIA DE IMPRENSA

LetraNova Comunicação – Luiz Alberto Pandini

Fone +55 (11) 2367-0608

pandini@letranova.com.br

BUSCA NO SITE
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle

Design: Milxtor Arte