Em Rijeka, Bob Keller luta pelo vice-campeonato na categoria 250

7/9/2017

 

Terceiro colocado na pontuação, brasileiro chega à penúltima etapa do campeonato para motos de GP clássicas com o objetivo de passar à frente do francês Vincent Levieux.

 

O International Classic Grand Prix chega à sua penúltima etapa de 2017 nos dias 8 a 10 de setembro com a disputa da rodada dupla de Grobnik, na Croácia, tendo o brasileiro Bob Keller na luta pela vice-liderança da categoria 250 cm³ com sua Yamaha TZ L. Ele ocupa o terceiro lugar na tabela de pontuação, apenas 7,5 pontos atrás do francês Vincent Levieux.

 

Entre os 25 pilotos inscritos para a etapa de Grobnik, há representantes de dez países diferentes. Um deles, o sueco Peter Linden, faz sua primeira corrida no ICGP com uma moto Spondon. Linden traz na bagagem a experiência de nove temporadas no Campeonato Mundial de Motovelocidade: entre 1983 e 1991, ele disputou as categorias 250 e 500, sempre como piloto privado e raras vezes participando de temporadas completas, devido à necessidade de conciliar as corridas com a atividade de piloto de caça da Força Aérea da Suécia. Sua melhor classificação no Mundial foi o 20º lugar no campeonato da 500 em 1990 com uma Honda RS, tendo participado de apenas cinco das 15 corridas do ano.

 

Também chamado de Rijeka, o autódromo de Grobnik recebeu até 1990 o GP da Iugoslávia, um dos que mais atraíam público no Campeonato Mundial de Velocidade nas décadas de 1970 e 1980. A prova só deixou de ser disputada devido à guerra civil que levou à dissolução da Iugoslávia a partir de 1991. As provas deste final de semana serão as primeiras depois do recapeamento completo da pista. “Parece brincadeira, mas o asfalto existente até o ano passado era anterior à separação da Croácia da Iugoslávia! E, claro, estava muito ondulado. O piso totalmente novo vai exigir algumas voltas para vermos o nível de aderência da pista”, avalia Keller.

 

Neste final de semana, as motos clássicas do ICGP integram a programação da etapa final do Campeonato Mundial de Sidecar, liderado pelos britânicos Ben Birchall/Thomas Birchall.

 

ICGP no Brasil ‒ Paralelamente à participação como piloto, Bob Keller segue trabalhando para trazer o IGCP de volta ao Brasil em 2018. O protocolo de intenção já foi assinado com o organizador do ICGP na Europa, Eric Saul, e há possibilidade de outras competições integrarem a programação.

 

“Tenho conversado com promotores de diversas categorias, inclusive de automobilismo, e há interesses em comum. A ideia de oferecer ao público um autêntico ‘Racing Day’ me agrada bastante”, afirma Keller. A etapa brasileira será a última da temporada, repetindo o que foi feito em 2016, em Goiânia.

 

Uma “prévia” da etapa do ICGP em Interlagos aconteceu em julho passado com a realização do ICGP Brasil Classic Track Day. O evento integrou a programação do Campeonato Paulista de Motovelocidade organizado pela empresa Motors Company, do piloto e apresentador do programa Auto Esporte Leandro Mello. Veteranos como Lucílio Baumer, Sidnei Scigliano e Milton “Cigano” Adib, todos ex-campeões brasileiros, andaram no traçado de Interlagos com motos Yamaha TZ, largamente utilizadas nos GPs do Campeonato Mundial nas décadas de 1970 e 1980 e idênticas às que hoje correm no ICGP. O convite aos pilotos foi feito pela Moto Story, de Carlãozinho Coachman, um dos principais preservadores da memória do motociclismo no Brasil. A Old Cycle, oficina de restauração de motos antigas de São Paulo, deu assistência a várias das motos clássicas participantes.

 

A classificação do ICGP após três etapas (seis corridas)

 

Categoria 250

1) 29-Colin Sleigh (Grã-Bretanha), Yamaha TZ L, 123,5 pontos

2) 79-Vincent Levieux (França), Yamaha TZ L, 70

3) 21-Bob Keller (Brasil), Yamaha TZ L, 62,5

4) 34-Don Gilbert (Grã-Bretanha), Exactweld, 46

5) 16-Marc Auboiron (França), Yamaha TZ H, 42,5

6) Mark Rogers (Grã-Bretanha), Yamaha TZ H, 41

 

Categoria 350

1) 121-Mike Edwards (Grã-Bretanha), BSR, 132,5 pontos

2) 17-Jean-Paul Lecointe (França), Yamaha TZ G, 73

3) 28-Guillaume Foureau (França), Yamaha TZ G, 63

4) 78-Robert Burns (Grã-Bretanha), BSR, 57,5

5) 144-George Hogton Rusling (Grã-Bretanha), Gourlay Harris, 51

6) 81-Jean Dondaine (França), Yamaha TZ F, 40

 

Categoria Master

1) 121-Mike Edwards (Grã-Bretanha), BSR 350, 150 pontos

2) 17-Jean-Paul Lecointe (França), Yamaha TZ G 350, 80

3) 78-Robert Burns (Grã-Bretanha), BSR 350, 58

4) Bob Keller (Brasil), Yamaha TZ L 250, 53

5) 22-Mark Rogers (Grã-Bretanha), Yamaha TZ H 250, 45

6) 14-Leif Nielsen (Dinamarca), BSR 350, 37

 

Categoria YC250

1) 24-Mark Henrys (Grã-Bretanha), Yamaha TZ A, 70 pontos

2) 5-André Gouin (França), Yamaha TZ A, 50

3) Stuart Thomas (Grã-Bretanha), Yamaha TZ A, 33

4) 57-Ewan Hamilton (Grã-Bretanha), Yamaha TZ A, 32

5) 51-Werner Reuberger (Áustria), Yamaha TZ A, sem pontos

 

 

 

Please reload

Mais notícias

Please reload

PROMOÇÃO E ORGANIZAÇÃO

Kelmachine Eventos Esportivos

Fone +55 (11) 5584-8588

icgp.brasil@gmail.com

CONTATO

ASSESSORIA DE IMPRENSA

LetraNova Comunicação – Luiz Alberto Pandini

Fone +55 (11) 2367-0608

pandini@letranova.com.br

BUSCA NO SITE
  • Facebook - White Circle
  • YouTube - White Circle

Design: Milxtor Arte